Alzheimer & doenças relacionadas

Alzheimer & doenças relacionadas

Alzheimer & doenças relacionadas


A doença de Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro, que provoca declínio das funções cognitivas. Cognição é um conjunto de funções mentais que permitem o processo de conhecer. São essas funções a atenção, percepção, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem. O declínio das funções cognitivas não se verifica só na doença de Alzheimer, mas em várias outras doenças degenerativas como a Demência Vascular, a Demência Fronto-Temporal, a Demência com Corpos de Lewy, Demência na doença de Parkinson, a doença de Pick, a Demência na doença de Creutzfeldt-Jakob, a Demência na doença de Huntington e Demência na doença pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). 
O termo Demência é um conceito médico que significa sem razão ou capacidade mental. Apesar de nestas doenças haver perda das capacidades cognitivas estas não se perdem totalmente, havendo antes um declínio cognitivo que pode durar vários anos. É pois abusivo e espelho do estigma a que estão votadas as pessoas portadoras destas doenças o uso da denominação Demência. Assim, preferimos usar a denominação de Doenças com Declínio Cognitivo. 
Os primeiros sinais destas doenças podem ser:
 Interferência na vida diária da perda de memória.
 Dificuldades em planear a vida diária ou resolver problemas.
 Dificuldades em levar a cabo tarefas que lhe eram familiares.  
 Desorientação no espaço e no tempo.  
 Dificuldade de interpretação de imagens e das relações espaciais.
 Limitações na fala e na escrita, como o uso de palavras e atribuição de sentido.
 Guardar objectos em lugares esquisitos e não conseguir encontrar objectos guardados.
 Baixa capacidade de avaliação e juízo crítico.
 Isolamento social.
 Alterações do humor e personalidade. 
Estas doenças não têm cura, mas têm tratamento, farmacológico e não farmacológico. 

A doença de Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro, que provoca declínio das funções cognitivas. Cognição é um conjunto de funções mentais que permitem o processo de conhecer. São essas funções a atenção, percepção, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem. O declínio das funções cognitivas não se verifica só na doença de Alzheimer, mas em várias outras doenças degenerativas como a Demência Vascular, a Demência Fronto-Temporal, a Demência com Corpos de Lewy, Demência na doença de Parkinson, a doença de Pick, a Demência na doença de Creutzfeld-Jakob, a Demência na doença de Huntington e Demência na doença pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV).

O termo Demência é um conceito médico que significa sem razão ou capacidade mental. Apesar de nestas doenças haver perda das capacidades cognitivas estas não se perdem totalmente, havendo antes um declínio cognitivo que pode durar vários anos. É pois abusivo e espelho do estigma a que estão votadas as pessoas portadoras destas doenças o uso da denominação Demência. Assim, preferimos usar a denominação de Doenças com Declínio Cognitivo.

 Os primeiros sinais destas doenças podem ser:

 

  • Interferência na vida diária da perda de memória.
  • Dificuldades em planear a vida diária ou resolver problemas.
  • Dificuldades em levar a cabo tarefas que lhe eram familiares.  
  • Desorientação no espaço e no tempo.  
  • Dificuldade de interpretação de imagens e das relações espaciais.
  • Limitações na fala e na escrita, como o uso de palavras e atribuição de sentido.
  • Guardar objectos em lugares esquisitos e não conseguir encontrar objectos guardados.
  • Baixa capacidade de avaliação e juízo crítico.
  • Isolamento social.
  • Alterações do humor e personalidade.

 

 

Estas doenças não têm cura, mas têm tratamento, farmacológico e não farmacológico.