Quem somos

Quem somos

Quem somos

 

profundamente é uma associação reconhecida como instituição particular de solidariedade social (IPSS),  que visa a assistência e estudo do envelhecimento. Compreender e assistir no envelhecimento de todos nós é olhar para a Pessoa e propor sempre um sentido de vida, bem estar, participação social e dignidade, mesmo nas situações mais adversas como na condição de perda das capacidades cognitivas, como a memória, a linguagem ou a capacidade de executar tarefas. A forma como olhamos e marginalizamos as pessoas com mais idade, sobretudo quando apresentam compromisso das suas capacidades mentais, resulta da forma como a Ciência e nomeadamente a Medicina esqueceu o Homem e se concentrou em funções do Homem. Estuda-se a função, não se estuda a Pessoa com alteração daquela função. O Homem esquece-se de si próprio. Quem constrói a forma de intervir esquece-se de olhar pelo prisma do objecto de intervenção a Pessoa envelhecida. Contrariando esta tendência, a profundamente vai centrar a sua acção na assistência, na formação e ensino, e na investigação.

 

profundamente é uma associação constituída como instituição particular de solidariedade social que visa a assistência e estudo do envelhecimento. Compreender e assistir no envelhecimento de todos nós é olhar para a Pessoa e propor sempre um sentido de vida, bem estar, participação social e dignidade, mesmo nas situações mais adversas como na condição de perda das capacidades cognitivas, como a memória, a linguagem ou a capacidade de executar tarefas. A forma como olhamos e marginalizamos as pessoas com mais idade, sobretudo quando apresentam compromisso das suas capacidades mentais, resulta da forma como a Ciência e nomeadamente a Medicina esqueceu o Homem e se concentrou em funções do Homem. Estuda-se a função, não se estuda a Pessoa com aquela alteração de uma função. O Homem esquece-se de si próprio. Quem constrói a forma de intervir esquece-se de olhar pelo prisma do objecto de intervenção a Pessoa envelhecida. Contrariando esta tendência, a profundamente vai centrar a sua acção na assistência, na formação e ensino, e na investigação.